Como fazer uma mudança de plano de saúde?

mudança de plano de saúde
4 minutos para ler

Todo mundo busca o melhor convênio para si e sua família, não é mesmo? E, muitas vezes, é preciso fazer uma mudança de plano de saúde para que todas as suas necessidades e especificações sejam atendidas. Somente dessa maneira será possível ter a certeza de que está investindo o seu dinheiro em algo da sua confiança e que lhe trará benefícios.

Nesses casos, essa mudança de plano de saúde, ou portabilidade de carência, é a possibilidade que o usuário tem de trocar de plano — na mesma operadora ou entre operadoras diferentes — sem precisar cumprir novas carências, ou seja, prazos para ter acesso a procedimentos como consultas, cirurgias, exames etc.

Preparamos este conteúdo para que você saiba como fazer essa transição entre planos de saúde de acordo com a lei, de maneira simplificada e sem perder as vantagens que já tem. Acompanhe!

Como funciona a mudança de plano de saúde?

Para fazer a sua primeira portabilidade, você precisa estar no seu plano atual por, pelo menos, dois anos — já fora do período de carência. Esse prazo sobe para três anos em caso de doença ou lesão preexistente (quando você tem conhecimento da doença antes de contratar o plano de saúde). Em segunda portabilidade, basta que você esteja no plano de origem por apenas um ano.

Independentemente do caso, o prazo para que você solicite a portabilidade do plano de saúde é de até quatro meses a partir do aniversário do contrato. Se você não a solicitar nesse período, é preciso que o faça somente no ano seguinte, respeitando o mesmo prazo de quatro meses.

A migração pode ser realizada de um plano coletivo por adesão para outro, de um plano individual para outro e de um plano coletivo por adesão para um plano individual e vice-versa. É possível, ainda, mudar de um plano de abrangência municipal para um de atendimento em vários municípios, em um ou vários estados ou nacional.

O que é importante para a portabilidade?

O consumidor precisa saber que não é possível migrar para qualquer outro plano. A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) determinou que a transferência de planos sem perda de carência só é válida para planos equivalentes ou inferiores ao atual.

Powered by Rock Convert

Essa equivalência se refere à segmentação da cobertura — hospitalar, ambulatorial, com ou sem obstetrícia e de faixa de preço do plano (considerada a data de assinatura do contrato) —, que deve ser igual ou inferior à do plano de origem. É possível simular a compatibilidade de portabilidade de carências entre os planos no site da própria ANS.

Contudo, vale notar que cada operadora pode adotar políticas próprias de aceitação de clientes vindos de outros planos, mas sempre de acordo com a lei. Por isso, é fundamental que você também confira as regras de cada prestadora antes da migração.

Quais os documentos necessários para a troca?

Depois de conferir a compatibilidade e identificar o plano para o qual você deseja migrar, dirija-se à sua nova operadora e solicite a proposta de adesão. No dia da assinatura do novo contrato, apresente os seguintes documentos:

  • cópia dos comprovantes de pagamento dos últimos três meses;
  • comprovante de permanência no plano de origem (dois anos em caso de primeira portabilidade, três anos em caso de doença preexistente ou um ano a partir da segunda portabilidade);
  • comprovante de vínculo com pessoa jurídica em caso de plano coletivo.

Enquanto a portabilidade não é concretizada, você não perde o vínculo com a operadora anterior, podendo utilizar os serviços normalmente.

Após a solicitação, a operadora do plano de destino deve dar ao cliente uma  resposta em até 20 dias. O contrato do novo plano entra em vigor cerca de 10 dias depois da confirmação da operadora.

Agora que você conhece tudo sobre como fazer uma mudança de plano de saúde de acordo com a lei e de maneira simples, já pode procurar uma operadora com experiência e boa reputação no mercado. Afinal, você e a sua família merecem contar com uma cobertura de qualidade, bom atendimento e preços justos.

E então, gostou deste post? Assine a nossa newsletter e seja o primeiro a receber informações e conteúdos exclusivos!

Banner Fale com um especialistaPowered by Rock Convert
Você também pode gostar
-