Saiba tudo sobre o coronavirus!

6 minutos para ler

O ano de 2020 começou com a notícia de uma nova doença respiratória chamada de corona vírus. Por mais que a repercussão do assunto esteja alcançando países de todo o mundo, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre o vírus e, principalmente, sobre como de prevenir de uma infecção. Esse é o seu caso?

Neste artigo, queremos compartilhar com você as principais informações sobre o coronavírus que foram confirmadas pelas autoridades nacionais e internacionais. Você vai entender como a doença começou, quais são seus sintomas e como é possível evitá-los.

Continue a leitura e se informe sobre o tema.

O que é o coronavírus?

Para começar, é importante saber que o coronavírus não é novo. Na verdade, essa família de vírus já se apresentou em diversas formas ao longo das últimas décadas — como na epidemia de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS) que aconteceu em 2003. Trata-se de uma infecção respiratória, que pode ir de níveis leves a graves.

O coronavírus que estamos falando neste texto é chamado pelas autoridades de Covid-19, em referência ao ano em que foi descoberto. Os primeiros casos foram registrados na China, em específico na cidade de Wuhan, em 31 de dezembro de 2019.

Como se trata de uma nova apresentação do vírus, ainda não existem muitas informações confirmadas sobre o assunto. Uma das suspeitas é que o novo coronavírus tenha sido transmitido para a população de Wuhan por meio do contato com animais que são vendidos e consumidos em mercados da cidade.

Como atinge o sistema respiratório, o vírus foi transmitido rapidamente para outras pessoas por meio da propagação de partículas de saliva no ar, o que acontece quando alguém infectado tosse, espirra ou entra em contato com objetos contaminados.

Em poucos dias o vírus se espalhou na China e chegou a outros países do mundo. Com isso, no dia 30 de janeiro de 2020, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou estado de emergência por conta do surto mundial do Covid-19.

Quais são os sintomas causados pelo vírus?

É possível que uma das suas grandes preocupações sobre o novo coronavírus seja referente às mortes que ele pode provocar. O vírus realmente pode ser letal em casos mais severos, no entanto, estudos feitos por pesquisadores da China identificaram que menos de 5% dos casos são graves.

Mesmo assim, é fundamental entender quais são os sintomas do coronavírus e o que ele pode causar. Segundo o Ministério da Saúde do Brasil, febre, tosse e dificuldade para respirar são os principais indícios, porém, como eles são muito parecidos com os sintomas de um resfriado, é fundamental que haja coleta de amostras respiratórias para análise específica.

Algumas complicações devem alertar quem suspeita da doença, como:

  • febre;
  • taquicardia (batimentos cardíacos acelerados);
  • dor no peito;
  • cansaço;
  • falta de ar.

De acordo com a OMS, os casos mais severos do novo coronavírus podem causar doenças como pneumonia e falhas nos rins (insuficiência renal), além de morte. A pesquisa realizada por estudiosos da China mostrou também que pessoas mais idosas têm maior probabilidade a desenvolver um quadro mais grave da doença.

Quem estiver com os indícios da doença deve procurar ajudar médica e evitar tossir e espirrar perto de outras pessoas. Além disso, outro ponto que precisa ser observado é o contato com pessoas que vieram em viagem recente da China.

Como se prevenir contra o coronavírus?

Mesmo que no Brasil ainda não existam casos confirmados do novo coronavírus até o momento, é importante saber como se prevenir de forma adequada. Além do mais, a prevenção contra esse vírus também ajuda a evitar outras doenças.

Lavar as mãos com frequência

Uma das formas de contágio do vírus Covid-19 acontece quando pessoas tocam ou encostam em locais contaminados e, em seguida, colocam as mãos na boca, olhos ou nariz. Nesses casos, medidas de higiene pessoal são as melhores alternativas de prevenção.

Lavar as mãos frequentemente é uma prática que precisa ser parte do dia a dia. Lave as mãos com água corrente e sabão para eliminar impurezas, principalmente após voltar da rua. Para quem passa o dia fora de casa, usar álcool gel com frequência é uma boa opção para higienizar as mãos.

Limpar superfícies e objetos

Na sua casa ou no seu trabalho, busque manter a limpeza de superfícies e objetos, principalmente aqueles que são muito tocados por outras pessoas. Interruptores, corrimões e maçanetas precisam ser constantemente higienizados para evitar a propagação de doenças como coronavírus e outros.

Evitar contato com pessoas doentes

Como falamos, uma das principais formas de propagação do novo coronavírus é por meio de partículas de saliva que espalham no ar quando as pessoas falam, tossem e espirram. Por isso, se você conhece pessoas com os sintomas da doença, é importante evitar um contato muito próximo.

Ao conhecer indivíduos com sintomas similares a um resfriado, sugira que não hajam saídas a locais públicos e indique uma consulta médica para uma análise especializada.

Cobrir nariz e boca ao espirrar e tossir

Você também pode ajudar para que vírus não se propaguem ao tomar algumas medidas de segurança. Cobrir o nariz e a boca ao espirrar é uma dessas atitudes que pode ser adotada por todas as pessoas, independente se há ou não suspeita de coronavírus.

O que mais você pode fazer?

Para quem vive no Brasil, há pouco a se fazer e pouca necessidade de preocupação em relação ao novo coronavírus. Por hora, é fundamental ter atenção aos cuidados de higiene pessoal, assim como às informações oficiais sobre o tema, divulgadas pelo Ministério da Saúde e por veículos de mídia confiáveis.

Em casos de suspeita, procure uma consulta médica para fazer exames completos que poderão identificar seu estado de saúde.

Esperamos que este conteúdo tenha ajudado você a entender melhor sobre o novo coronavírus, seu surgimento e sua propagação. Além disso, agora você sabe como se precaver em relação a essa e outras doenças respiratórias.

Se você quer ficar por dentro de mais informação sobre este e outros temas relacionados à área da saúde, assine nossa newsletter! Vamos enviar nossos conteúdos para o seu e-mail.

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-