Fique atento aos 3 sintomas da rinite alérgica

7 minutos para ler

A rinite alérgica apresenta sintomas parecidos com os da gripe, mas o quadro pode se agravar se não houver o tratamento dos sintomas. Algumas pessoas pensam que estão constantemente resfriadas, com o nariz entupido e espirrando durante dias, sem falar na coriza que atrapalha bastante o cotidiano. O profissional médico especialista que realiza o diagnóstico é o otorrinolaringologista.

Neste post, vamos explicar o que é rinite alérgica, quais são as suas causas e falar sobre os seus principais sintomas. Além disso, vamos mostrar como é possível se prevenir, fornecer detalhes sobre as chances de cura, e a respeito do alívio dos sintomas da rinite alérgica, que são lacrimejamento nos olhos, corrimento e obstrução nasal e coceira.

Deseja saber mais sobre rinite alérgica? Acompanhe a leitura e fique por dentro!

O que é rinite alérgica?

Trata-se de uma inflamação crônica ou aguda, alérgica e irritativa da mucosa nasal. Os problemas mais severos de rinite são decorrentes de vírus, mas esse caso é diferente da rinite alérgica, que costuma ser recorrente e causada pela exposição do paciente aos agentes que promovem a inflamação.

Quais são as causas da rinite alérgica?

As causas da rinite alérgica são os elementos alérgenos que são responsáveis por desencadear as crises. Geralmente a rinite alérgica ocorre por causa de substâncias usadas em perfumes, produtos de limpeza, materiais de construção, poluição, fumaça de cigarro, urina e saliva de animais domésticos, epitélio, fungos, barata, ácaros etc.

Essa enfermidade é bastante comum e pode ser hereditária, mas não é transmissível ou contagiosa. Outros fatores que causam a rinite alérgica são os alimentos como lactose, as plantas, as mudanças bruscas na temperatura climática. A rinite aguda dura em média até 10 dias, enquanto a crônica pode se estender durante meses. Cada uma delas deve ser tratada de acordo com o componente causador da doença.

Quais são os principais sintomas da rinite alérgica?

Para saber se você tem rinite, vai precisar consultar um médico especializado na área para fazer um diagnóstico preciso. Vários exames de rotina podem ser solicitados, tais como a prova de provocação nasal, citologia de secreção nasal, rinometria acústica, dosagem de IgE específica e testes cutâneos alérgicos.

Os seus tratamentos são variados, mas existem algumas formas de prevenir a inflamação das mucosas. A rinite alérgica origina diversos sintomas e pode estar atrelada à asma. Veja a seguir os principais sintomas dessa enfermidade!

Coceiras

As coceiras estão presentes no nariz, olhos e dermatites ou prurido. As pequenas manchas avermelhadas aparecem na pele em várias regiões do corpo, causando desconforto. Caso você saiba que determinadas substâncias causam rinite alérgica, mantenha-se longe delas.

Obstrução e corrimento nasal

O nariz fica obstruído impedindo a respiração e apresenta uma secreção transparente. Podem surgir alterações como o desvio do septo nasal e a hipertrofia das conchas nasais. A rinite alérgica costuma dar sinais iniciais por meio dos espirros. Portanto, se a causa for o ar-condicionado, mude para climatizadores de ar que umidificam e filtram o pólen e os ácaros do ar.

Powered by Rock Convert

Lacrimejamento nos olhos

Os olhos ficam vermelhos e começam a lacrimejar sem causa aparente. Por isso, se a causa forem ácaros ou poeiras, faça uso de forros impermeáveis e elimine os tapetes. No entanto, se as causas forem baratas e ratos, procure tirar o lixo diariamente.

Os medicamentos que tratam a rinite alérgica apresentam efeitos colaterais adversos, causam sono e aumento do peso, principalmente se forem corticosteróides. Também são utilizados os estabilizadores de membranas, anti-histamínicos e descongestionantes. Eles não devem ser utilizados sem indicação médica, já que atrapalham inclusive no desempenho profissional.

Como é possível prevenir a rinite alérgica?

Sim, existem várias maneiras de prevenir a rinite alérgica. Há uma vacina conhecida como imunoterapia que pode funcionar conforme o grau de rinite do paciente. O tratamento é prolongado, contudo, reduz a sensibilidade aos alérgenos. A imunização é indicada para casos graves em que o organismo não oferece resposta aos tratamentos convencionais. Outras formas de prevenção consistem em;

  • cuidar da saúde física;
  • lavar as narinas com soro fisiológico 0,9% durante 3 vezes por dia;
  • evitar perfumes e produtos de higiene com cheiros fortes;
  • manter os ambientes arejados e sem a presença de ácaros ou poeira;
  • limpar os ventiladores e o ar-condicionado;
  • ter alimentação saudável;
  • ficar sempre atento ao clima;
  • espirrar quando for necessário.

Algumas medidas naturais são mais econômicas e não exigem o uso do plano de saúde, por exemplo, o banho quente, as nebulizações e irrigações, a inalação com soro e a umidificação da mucosa nasal. Quando os olhos estiverem coçando, lave-os com soro fisiológico. As crises podem acontecer durante as manhãs ou ter dificuldades para respirar enquanto dormem.

A rinite alérgica tem cura?

A rinite aguda causada por agentes hormonais ou irritantes tem cura, basta fazer o tratamento corretamente. No entanto, a rinite alérgica persistente não tem cura, apenas tratamento e prevenção para amenizar os sintomas. Os principais cuidados são com o ambiente, já que é nele que estão os alérgenos. Desse modo, ambientes limpos e sem poeira são fundamentais.

Como aliviar os sintomas da rinite alérgica?

Para aliviar os sintomas da rinite alérgica o médico analisa a intensidade e o impacto da doença na qualidade de vida dos pacientes. Ele pesquisa as causas da alergia e faz a recomendação do tratamento ideal para o controle da alergia, além de apontar ao paciente como fazer a prevenção e aliviar os sintomas de maneira segura. Observe alguns conselhos:

  • não tenha contato com cigarros;
  • previna o sobrepeso;
  • faça atividades físicas;
  • não se exponha aos fatores desencadeantes das crises.

Fuja do mofo, ácaros, poeiras, poluição atmosférica, odores fortes, ou seja, daquilo que te faz mal. Se ainda não identificou a causa, preste atenção se você espirra quando se aproxima de uma planta, perfume ou outro alérgeno descrito neste artigo. Confira os cuidados essenciais a serem tomados:

  • lave semanalmente as roupas de cama;
  • não utiliza carpetes em seu ambiente doméstico;
  • afaste-se de bichos de pelúcia;
  • mantenha a casa arejada e ensolarada;
  • livre-se de inseticidas e desodorizadores de ambiente.

Sabe que tem predisposição a desenvolver rinite alérgica? Então cuide-se para não precisar tomar medicamentos. Eles aliviam os sintomas, mas geram efeitos desfavoráveis, principalmente se não forem receitados e não houver acompanhamento médico. A prevenção é o melhor remédio que existe para as alergias. Não tenha em sua casa espanadores e vassouras, use pano úmido e aspiradores de pó com filtro.

Enfim, agora você já conhece os 3 principais sintomas da rinite alérgica! Se for possível, adote todas as dicas fornecidas ao longo deste conteúdo para evitar o início das crises. Dê preferência para um estilo de vida saudável, com alimentação adequada, prática de exercícios físicos regulares, ingestão de água e jamais se automedique ou siga sugestões de medicamentos indicados por terceiros!

Ainda tem dúvidas sobre o assunto? Então deixe aqui o seu comentário que em breve entraremos em contato!

Banner Fale com um especialistaPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-